21 2447-6843 Contato Localização
 buscar
Unidade Centro
PRINCIPAL QUEM SOMOS ATIVIDADES HORÁRIOS EQUIPE SERVIÇOS NOTÍCIAS DICAS
D ICAS DE SAÚDE
{ voltar ao menu }
A RELAÇÃO ENTRE ESPORTES E LIDERANÇA
Há tempos os médicos "martelam" sobre a necessidade da prática de exercícios físicos para o bem-estar geral, liberando serotoninas e outras substâncias químicas. Os neurocientistas também atestam que os exercícios regulares "limpam" a mente, deixando o raciocínio mais claro e aumentando o foco.

Agora, uma pesquisa mundial feita pela Ernst & Young revela a relação entre os esportes e o desenvolvimento de habilidades de liderança. Pelo levantamento, feito com 821 executivos, dos quais 40% eram mulheres, a prática de exercícios aumenta a capacidade de motivar equipes para executivas mulheres.

Alto escalão leva esporte a sério

Quanto mais no topo as mulheres estão na carreira, mais regularidade praticam as atividades esportivas. Cerca de 67% das executivas C-level praticam esportes com regularidade diante de 55% das mulheres em outras posições de liderança. No geral, a maioria das mulheres ouvidas (90%) praticaram esportes em idade escolar ou durante a faculdade. A pesquisa constatou ainda que 72% das mulheres acreditam que indivíduos envolvidos com alguma prática esportiva são mais eficientes trabalhando em equipe. Perto de 76% das mulheres apontam que comportamentos trazidos pelo esporte podem melhorar o desempenho das equipes no trabalho.

Habilidades aglutinadas pelo esporte

De acordo com Beth Brooke, vice-presidente global de Políticas Públicas na Ernst & Young e uma das 100 mulheres mais poderosas do mundo pela revista Forbes, as executivas reconhecem nas habilidades aprendidas por meio das competições como ingrediente essencial para motivar equipes e melhorar o desempenho no mundo corporativo. "Esta pesquisa valida o papel fundamental que os esportes têm para líderes femininas em desenvolvimento", aponta Beth.

Que tal começar com o primeiro passo?

A divulgação da pesquisa faz parte do programa "Women Athletes Global Leadership Network", uma rede de contatos que quer reunir mulheres esportistas e ex-atletas que tenham deixado a carreira esportiva para entrar em áreas como empreendedorismo, empresas ou trabalhos em organizações não governamentais e governos. O objetivo é facilitar a transição de quem ainda está nas quadras por meio do networking e de programas de mentoria.

Diferenciais

"É muito claro para nós que atletas femininas adquirem disciplina, perseverança, foco e confiança. Essas são habilidades fundamentais para a liderar", explica Beth Brooke, que jogava basquete na universidade. Ela adiciona que atletas já são empreendedoras por natureza, uma vez que precisam gerir a própria carreira. No entanto, não percebem que possuem essas competências e que são fundamentais para a formação de líderes também em outras áreas que não sejam o esporte. "Queremos que as mulheres percebam isso enquanto ainda são atletas para que possam fazer uma transição mais suave quando a carreira esportiva acabar", diz.

"As melhores empresas se concentram em seus pontos fortes e tornam os fracos irrelevantes. Isso funciona bem para as pessoas também"

(Marcus Buckingham)

Fonte: http://www.bemparana.com.br em 25/06/13 por: Hamilton Ferreira Fonseca - hamiltonfonseca@netpar.com.br

Horários HORÁRIOS
O Que Rolou O QUE ROLOU
Vídeos VÍDEOS
Parceiros PARCEIROS
Convênios CONVÊNIOS
Mais Buscadas MAIS BUSCADAS
Redes Sociais REDES SOCIAIS
facebook instagram
Principal  |  Quem Somos  |  Atividades  |  Horários  |  Equipe  |  Serviços  |  Notícias  |  Dicas
O Que Rolou  |  Vídeos  |  Convênios  |  Parceiros  |  Contato  |  Localização
- Freguesia ( JPA ).
Rio de Janeiro - RJ - 22750-008
21 2447-6843